quarta-feira, 25 de outubro de 2023

Semana da Consciência Negra da EAFEUSP 2023


Na Semana da Consciência Negra da EA 2023, Fundamental I, ocorreram apresentações muito ricas com os/as estudantes envolvendo contação de histórias, dança, capoeira, experimentação de doces africanos, confecção de bonecas e outras manifestações afro-brasileiras e africanas. Os/as estudantes, além de participarem das atividades, tiveram momentos para perguntas e conversas com cada um dos convidados/as. Foram eventos potentes para engrandecer ainda mais as discussões realizadas em sala de aula durante todo o ano.



5o ef

Este ano, os/as estudantes do 5º ano tiveram o samba de roda durantes as aulas de
educação física, então alguns já conheciam o trabalho da Nega Duda. Ela também
trouxe alguns instrumentos usados na musicalidade do samba de roda, cantou
algumas de suas músicas e ao final da atividade, os/as estudantes fizeram o samba
de roda junto com a convidada, sambaram, balançaram a saia e se divertiram muito.

O 5º ano teve como convidado o capoeirista mestre Alcides, que trouxe alguns
instrumentos de origem africana, contou algumas lendas de diferentes países da
África e algumas histórias de manifestações culturais que são realizadas até hoje
em algumas tribos africanas. Contou tudo isso como uma forma de manter essas
lendas vivas e como forma de resistência também.




3o EF

Erika Balbino

Reginandlo
 O Encontro com Reginaldo Araújo, pedagogo, poeta e contador de histórias, aconteceu no dia 23 de outubro durante a semana de atividades da consciência negra organizada pelo Programa Negritude e contou com uma contação de histórias que envolveu as crianças dos terceiros anos, desenvolvendo de forma acessível a compreensão dos pequenos acerca de temas como racismo institucional/velado. Reginaldo, por meio da oralidade, interpretava uma criança negra que passava por situações de descriminação advindas de pessoas em posição de poder, como o segurança de um mercado, por exemplo.   As crianças se sensibilizaram pela história que era contada em primeira pessoa e depois da dinâmica se sentiram à vontade para compartilhar relatos de situações desagradáveis e parecidas já vivenciadas ao longo de suas vidas.



Carla Leal Modesto
A convidada fez uma atividade com o 3º ano sobre o bumba meu boi, com alguns
instrumentos e muita musicalidade. Para contextualizar as crianças, ela contou de
uma forma lúdica e com muita música a história da Catirina, grávida que teve desejo
de comer língua de boi. Toda a história foi contada com a ajuda das crianças, cada
uma interpretando um personagem e no final, todos caíram em festa, dançaram,
cantaram e se divertiram.



4o EF



Sunny
A turma do 4°ano do ensino fundamental I, teve a ilustre presença do escritor nigeriano, Ikechukwu Sunday Nkeechi, mais conhecido como Sunny, que fez uma contação de história para a turma sobre o seu próprio livro, com direito às próprias músicas da África, levando a participação e engajamento dos alunos, que prestaram atenção em cada detalhe e aproveitaram bastante o momento.




2o EF


Lia Braga

Regina Amaral



1o EF



Tamiris
Com muitas músicas, histórias e despertando a imaginação das crianças do 1° ano,
a convidada interpretou a história de seu livro “Ayo e as formiguinhas”. As crianças
prestaram muita atenção nas travessuras da Ayo, caíram na risada e se divertiram
conhecendo a Tamis, o Felipe e os personagens do seu livro.





Lúcia Makena
A convidada contou um conto de sua autoria para o 1º ano, com alguns
personagens que despertaram muito a imaginação e a curiosidade dos/das
estudantes. Fizeram tantas perguntas que quase não deu tempo de acabar a
história. Ao final do conto, a convidada explicou um pouco sobre a lenda da boneca
Abayomi. E trouxe tecidos para cada um poder produzir sua própria boneca. Com
ajuda dos estagiários e bolsistas presentes, cada aluno/a pode confeccionar sua
própria boneca Abayomi.





Janeide e Coletivo de negras/os do Sintusp
A oficina de doces africanos propôs aos estudantes do 1º ano a degustação de
doces de países como a Libéria, Gana e Moçambique. Todos receberam uma
quantidade suficiente para degustação e foi contado sobre os ingredientes, a origem
de cada doce, seu nome e similaridade com doces que temos no Brasil. Muitos
alunos/as gostaram de experimentar os doces, identificaram os ingredientes e
participaram contando ingredientes ou doces semelhantes que já comeram.






quinta-feira, 19 de outubro de 2023

Exposições e Saídas de Estudo - 2023

Exposição de escritores e artistas negros e indígenas do 3o EF.







Exposição sobre espaços negros na cidade de São Paulo




Saída de Estudo
 Exposição Retratistas do Morro, Sesc Pinheiros









Exposição do Antônio Oba na Pina Contemporânea.












 

sexta-feira, 28 de julho de 2023

Rifa do programa Negritude 2023

O período de preparação da Festa da Escola de Aplicação 2023 contou com uma Rifa do Programa Negritude repleta de produtos como livros, chocolates, canecas etc. 
O número sorteado foi o 157!







  

segunda-feira, 12 de dezembro de 2022

Reunião do Negritude com docentes e pesquisadores estrangeiros - Dezembro/2022

Em dezembro de 2022, foi realizada uma reunião especial com a profa. Nosisi Dlami (UWC - África do Sul), o professor Kwezi Elkin Bonani (África do Sul), a profa Rosangela Malachias (UERJ, PPGEDUC/UFRRJ) e o Prof. Dr. Rosenilton Oliveira (FEUSP) sobre educação e relações étnico-raciais no Brasil e África do Sul. Além desses, contamos com a presença de pesquisadores, estagiários e bolsistas.




quinta-feira, 27 de outubro de 2022

Semana da Consciência Negra da EA - Outubro e novembro de 2022


Em outubro e novembro ocorreram as atividades da Semana da Consciência Negra da EA com o Fundamental I. Os estudantes tiveram contato com artistas, professores e pesquisadores, aprendendo sobre arte, cultura, história e narrativas afro-brasileiras. Ocorreram apresentações musicais, contação de histórias, entrevistas, experimentação de doces africanos, vivências com jongo, dança etc. 


4o EF - Entrevista e apresentação musical com James Bantu
As turmas do 4° ano realizaram, cada turma, uma entrevista com o professor e artista Marcelo D’Salete e o músico James Bantu. Ao final uma apresentação de Bantu foi feita no pátio da escola.



1o EF - Oficina para degustação de doces de origem africana com Janeide, Janete e Celso do Sintusp
As crianças experimentaram doces de três países (Moçambique, Gana e Libéria) e perguntas como “quais ingredientes vocês acham que têm nesse doce?” ou “o gosto é parecido com algum doce que você conhece?” foram feitas.




2o EF - Oficina de contação de histórias - Ayo e as formiguinhas com Tamiris Ferreira 
As turmas foram divididas em três grupos, dois deles com uma atividade a partir da história “Ayo e as formiguinhas” de autoria da própria Tamiris, ex-bolsista do Projeto Negritude.



2o EF - Contação de histórias com Lia Braga
Lia Braga interpretou, cantou e encantou os alunos(as) do 2ºEFI com três histórias de princesas africanas do livro “Omo-Oba - Histórias de Princesas”*. Alguns estudantes já conheciam as histórias, o que fez com que a contação ficasse ainda mais rica em detalhes. As crianças interagiram bastante, principalmente na hora das músicas, onde eles(as) batiam palmas ou os pés no chão para contribuírem com a musicalidade da história. A Lia trouxe diferentes elementos para enriquecer ainda mais a contação de história, trouxe bonecas, tiaras, panos, alguns instrumentos pequenos, e tudo isso ajudou para chamar a atenção das crianças e para elas colaborarem com a atividade. Foi lindo!


 


5o EF - Contação da história Chico Rei com Reginaldo Araujo
O principal instrumento que o Reginaldo trouxe para sua contação de história foi o berimbau, objeto este que ao longo da história foi um navio, se tornou uma espécie de cela e por fim, um berimbau para embalar a todos na história do Chico Rei. O Reginaldo soube usar muito bem a nossa imaginação para nos envolver na história. Ao final, deu toda sua atenção aos estudantes que se sentiram confortáveis em falar, tirar dúvidas e contarem histórias pessoais. Foi impressionante ver como alguns estudantes já dominam algumas pautas sociais, principalmente relacionando elementos da história com situações de preconceito que vemos acontecer até os dias atuais. Acredito que esse espaço tenha sido muito importante para alguns estudantes.





3o EF - Apresentação musical de jongo, umbigada e batuque 
com o grupo Cachuera (Paulo Dias e Vanusia).
A apresentação musical do grupo Cachuera foi uma experiência única, as turmas do 3ºEFI contribuíram muito para a atividade, surpreendendo os integrantes do grupo com a esperteza das crianças ao responderem algumas perguntas. A atividade era principalmente aproximar os estudantes das músicas de matrizes africanas e afro-brasileiras. Já no final das apresentações, alguns alunos identificaram que o toque de uma das músicas era muito parecida com a batida do funk brasileiro, então eles começaram a cantar, a bater palmas e a pular na batida da música. Ao final, o Paulo Dias também explicou um pouco sobre a semelhança de batidas, já que o funk se originou nas periferias do brasil, lugar onde majoritariamente da população é negra, por isso as batidas são semelhantes.






4o EF - Entrevista e apresentação com o prof. Marcelo D'Salete 
As turmas do 4° ano realizaram, cada turma, uma entrevista com o professor e artista Marcelo D’Salete e o músico James Bantu. Ao final uma apresentação de Bantu foi feita no pátio da escola.






Cartazes sobre O Movimento Negro na Política - 2022
Trabalho desenvolvido pelos bolsistas PUB Camila e Marcos
e exposto nos murais da EAFEUSP